Eu sabia que vinhas e por isso eu te esperava


Eu sabia que vinhas e por isso eu te esperava...

Por ser feito de felicidade o Mundo em que eu vivo, eu tinha certeza de sua presença cada vez mais próxima de min.

Por eu ter uma sensação antecipada pela sua chegada havia em mim o medo da morte.

Te amo com todas as minhas forças...

E só a você desejo amar assim.
Sou teu de todas as formas que você imaginar

Sinto meu Coração bater através do seu.

Porque você me traz a Paz.


07/10/2010

Amo você e não explicar direito quando isso começou só sei que nunca vai haver um final
Amo você nos pequenos e nos grandes gestos afinais todos se igualam, pois todo ele tem como objetivo final mostrar o quanto nos completamos
Amo você nas horas fáceis e crio forças pra que nas difíceis superemos tudo sem soltarmos as mãos
Amo você nos sonhos pra que quando eu despertar para a realidade eu saiba que ate mesmo quando eu não tenho consciência de quem sou tenho consciência que você é tudo pra mim
Amo você nos medos, pois é de você que vem a força pra encarar os maiores desafios que a vida coloca em meu caminho
Amo você nos momentos de força porque sei que nos momentos de fraquezas você não me abandonara
Amo você nas alegrias, pois sei que minha vida teria sentido sem você
Amo você nas tristezas porque compreendo que nem tudo é feito de rosas
Amo você na segurança, segurança essa que você me passa às vezes com um simples olhar
Amo você em todos os momentos e assim seguirei te amando a cada segundo mais
Amo você porque o amor é o sentimento mais belo do mundo e através desse sentimento eu pude descobrir o sentido da vida
O sentido da vida é se encontrar em outra pessoa, se ver em outro olhar
Se descobrir em outro sentir, se acalmar em outro tocar
Se sentir em outra boca, se entristecer com outro chorar
O sentido da vida é estar contigo cada momento e jamais nos separar
Amo você e sempre vou te amar!

14/09/2010

Às vezes
Fico a pensar
Em nosso amor
Um amor diferente
Um Amor
Que ninguém entende.
Mais um amor tão forte.
Que me entrego
e mergulho de cabeça sem pensar
E é por isso, que não preciso do mundo
Para poder viver
Apenar preciso do Amor
Que sinto por você

12/09/2010

Desconfio que você “tomado” de amor.

Às vezes me olha como se eu fosse formidável

Como se eu fosse uma beleza, uma bomba atômica, ou sei la o que?

Como se eu fosse à vista do Rio de Janeiro...

Acho que você me olha, às vezes, como se eu fosse Nosso Senhor...

Você me põe uns olhos de cabrocha em transe

E eu sinto suas mãos me percorrendo,

Descobrindo-me, e eu já nem sei quem sou

Ou para onde vou.

Bobagem Amor, eu não sou ninguém.

Ou por outra, sou só alguém que te abraça

Que te descobre à nuca, que te morde as coxas

Que acaricia todo o seu corpo,

Como quem toca musica

E quisesse ouvir você tocar o coração.

Quisera repousar desta vida agora

E esquecer no silencia a dor que me lacera...

Não posso ter em mim o ardor da primavera

Na casa de meu peito uma saudade chora

E há sempre uma lembrança a recordar de outrora que me faz sonhador...

E há sempre uma quimera que ainda vive em minha alma, à semelhança da hera

Pregada em um muro em ruínas que a vigora

Quisera me afastar do mundo, e a alma selvagem repousar bem distante

A beira de um remanso

E esperar sem ninguém o prosseguir da vida...

Depois... Chegando a morte, em preito ao meu descanso

Deixar a minha cruz na solidão

Cação do Exílio

(vamos a um classico - Por sua conta Kayron)

Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá;
As aves, que aqui gorjeiam,
Não gorjeiam como lá.

Nosso céu tem mais estrelas,
Nossas várzeas têm mais flores,
Nossos bosques têm mais vida,
Nossa vida mais amores.

Em cismar, sozinho, à noite,
Mais prazer eu encontro lá;
Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá.

Minha terra tem primores,
Que tais não encontro eu cá;
Em cismar –sozinho, à noite–
Mais prazer eu encontro lá;
Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá.

Não permita Deus que eu morra,
Sem que eu volte para lá;
Sem que disfrute os primores
Que não encontro por cá;
Sem qu'inda aviste as palmeiras,
Onde canta o Sabiá.

(Gonçalves Dias)

09/09/2010

Sou guardião de sonho e esperança
Mensageiro de amor e desilusões
Levando comigo a fé que tudo alcança
Vou colorindo desejos e paixões.

Sou vidraça sem grade de proteção
Alma inquieta que não pára um segundo
Fazendo amigos, desafetos ou irmãos
Criando versos que falam ao coração.

Sou a tristeza de jardim abandonado
Avalanche de vulcão abrasador
Serenidade de lago azul iluminado
Ternura que envolve um grande amor.

Sou a revolta contra toda injustiça
Bravo guerreiro que não teme lutar
Minha arma indestrutível é a escrita
Que não fenece e ninguém pode calar.

Sou lamento dos pobres excluídos
Desespero do inocente encarcerado
Na estupidez das guerras sou o grito
Dos que sofrem nas mãos dos desalmados.

Sou pesadelo do corrupto enganador
Que insensível subtrai a Pátria querida
Em seu destino sou as trevas e o terror
O abismo onde termina sua vida.

Sou a lágrima que antecede a despedida
Abraço terno no regresso tão esperado
Defensor da natureza cruelmente agredida
A voz que aponta em versos o pecado.

Sou chama que aquece a noite fria
Despertando luxúria, desejo e paixão
Erotismo que supera timidez e covardia
Vinho que embriaga e dispara o coração.

Sou mar sereno em noites enluaradas
Raios de sol em tardes lindas de verão
Folhas de outono dourando as estradas
Desejo de paz na mais sublime oração.

Sou peixe agonizando em rio poluído
Pássaro fugindo da floresta incendiada
Mensagem que serena o coração aflito
Linda seresta de uma alma apaixonada.

Sou história que o tempo não pode apagar
Voz que clama pela luz que ilumina o profeta
Alma que viaja além das estrelas e o luar
Lirismo da poesia em festa.
Sou jornalista e Sou Poeta...

(Escrito por M. PANNER)

08/09/2010

E hoje que tens cansado o corpo

E a alma entregas em gestos lassos

Com este jeito de quem tem pago

Pelo pouco que tem recebido

Um doloroso preço

Hoje, enfim, te tenho em meus braços

Eu, que também saturado

Tenho pago altos preços

Depois de tantas voltas inúteis, nossas vidas

Que ventos estranhos desarvoraram

São como restos de um naufrágio

Que ao fundo de uma mesma praia

Foram se encontrar

Eu sei que é assim, longe dele

Imagino mil versos que não fiz mais que ainda eu de compor,

Perto dele – Meu Deus!

Lembro mais um menino que esquecesse a lição diante do Professor

Penso que minha voz terá som de violino

Enchendo seus ouvidos de canções de amor

E hei de deixa-lo tonto ao vinho doce e fino

Dos meus beijos no instante em que meu ele for

E ao seu lado, entretanto, encabulo, emudeço

E se os seus lábios frios, trêmulos, se calam,

Eu, de tudo, das coisas, de mim mesmo esqueço...

E ficamos assim, ele em silencio... eu mudo...

Mais meus olhos, nem sei...

Ah! Quantas coisas falam!

E seus olhos, seus olhos...

Dizem tudo, tudo!

Que hei eu de dizer-te se nada te posso dizer?

Se tudo sabes sem uma palavra em meus lábios...

Se meus olhos toda vez que te encontram

Se confessam como um pecador,

E eu não posso evitar que eles falem por mim

E revelem aos teus olhos

Meus segredos de amor.

Por você que encontro e vejo

- Que é como um sonho bom

Que eu sonho e desejo

Em nome dos meus olhos:

- Obrigado!

Obrigado por você!

Basta você ser você. Para que mais?

E por essa alegria que você me dá,

Por essa estranha felicidade, inexplicável

Que me faz ser feliz sem saber bem porque.

Só por isso, e por tudo isso, eu lhe agradeço

Pois o destino achou que mereço.

Basta você ser você.

Basta por um segundo

Sentir a sua mão na minha mão

- E entretanto, para mim é tanta coisa,

Um mundo encantado...

Mesmo sem nada me dar, você já esta me dando tudo

Sim, porque Tudo, já se vê

Tudo pra mim é você.

05/09/2010

Hoje pensei muito em você, fiquei imaginando,
O quanto amo você, o tamanho desse amor,
Dizem que sou louco, que vivo sonhando,
Que pareço um menino, que vivo brincando,
Mas na verdade sou seu amante, com todo meu ardor.

Ardor que me incendeia que me entontece,
Paixão alucinante que me enlouquece,
Tesão incandescente, que toma conta de mim,
Razão do meu viver, do meu morrer, do meu fim.

Eu não sou mais do que isso que apresento
Sou simplesmente eu, fiel a você, apaixonado,
Meu coração é teu, e ele está sedento,
De entregar-se a ti, de ser arrebatado.

Faça amor comigo, mate minha vontade,
Ame-me com ardor, sem culpa nem maldade,
Vamos construir juntos, nossa felicidade,
Transformar todo esse desejo em realidade

(escrito por M. Panner)

DEPOIMENTO QUE VOCÊ MANDOU PRA MIM.
TE AMO.
NADA PODE MUDAR ISSO...
No torpor deste dia ensolarado
Sinto meu coração pesado
Pelas nuvens cincas da tristeza
Não há alegria em mim
Não existe mais felicidade
Uma tristeza me consome a alma
Que em meu corpo não esta mais
Pois minha alma pedida esta
Atrás de meu coração
Que em teu peito bate.

Tudo começou com os dias contados

Passamos há contar os meses

A saudade e fere a alma

E me obriga a não mais contar o tempo

O medo de te perder

Escurece-me os pensamentos

Meu coração sufocado esta na solidão

O Mundo não brilha mais a meus olhos

Eu não te encontro em parte alguma

Meus pensamentos se desesperam

Em caçar no passado as suas palavras

Estou só perante uma multidão

Onde não te encontro

Em desespero procuro por você

Procuro por minha alma

Desejando apenas te entregar

O meu amor.

Se me perguntarem:

Se um dia eu conheci o amor...

Eu responderei firme:
- Sim, eu amo de verdade...

E se me perguntarem:

Se o Amor dói...

Eu responderei prontamente:

- Não, o que dói e o mal da inveja

Sobre aqueles que amam de verdade.

Em meu corpo

Quero sentir o calor

De teu corpo

Quero ter o momento

Em que o meu coração

Ritmado pelo seu coração

Ira bater.

Não há vida em mim

Roubaram-me a felicidade

Deixaram o langor triste da saudade

Deixaram um amor sufocado

No desespero de te encontrar.

Ruinas


A solidão assola o meu ser

As sombras da maldade me perseguem

Eu grito por você

Em meio a este cômodo escuro

Em que me aprisionam

Sua alma e a minha luz

E agora eu não há encontro

Procuro desesperadamente por ti

Na esperança de te encontrar

Agarro-me a paredes em ruínas

Que sobre meu corpo

Dolorido de saudades desmorona

A dor e insuportável e sufocante

Mais a esperança de te reencontrar

Faz-me persistir em ser seu.

23/08/2010

Vem minha estrela
e aparece na escuridão
torne essa noite escura em luz
para iluminar meus sonhos
e eu possa enxergar o amor.
O verdadeiro amor...
Para que a solidão não me arraste
Vem minha estrela
e com a tua luz, aquece o meu coração
traz contigo felicidade
Inspiração, transformação....

Valmir Lira

16/08/2010

Tu que aos poucos

Toma forma em meus pensamentos

É meu tudo, meu esplendor

Tu que se mostra amante

Mais a vida me esconde

Faz-me ajoelhar a seus pés

Sem hesitar

Sem nada a você cobrar.

Versos, cartas

Palavras ditas por nós

Momentos vividos a distancia

Amor que perdura a tudo

A saudade e a dor

Este me toma a alma

Fazendo de mim

Uma forte muralha

Não compreendo seus mistérios

Mais neles eu sobrevivo

Como a flor sufocada por ervas

Em um jardim bem cuidado

Sou simples amante

Amor em mim sobra

Transborda

Sobre você meu mundo

Está se enchendo

De alegrias e esperanças

Em bases cegas de um amor inocente.

Sou seu

Nada mais me interessa

Só a vida ao seu lado

O som de sua voz

Minha felicidade

É o seu sorriso

Minha paz

Encontra-se na sua calma

Em meu peito

Bate o seu coração

E pelo seu coração o meu vive

Pelos seus olhos

Eu quero ver a minha vida passar

A minha fidelidade esta em você

E o meu amor só a ti pertence.

11/08/2010

Dia Branco

Se você vier
Pro que der e vier
Comigo...

Eu lhe prometo o sol
Se hoje o sol sair
Ou a chuva...

Se a chuva cair
Se você vier
Até onde a gente chegar
Numa praça
Na beira do mar
Num pedaço de qualquer lugar...

Nesse dia branco
Se branco ele for
Esse tanto
Esse canto de amor
Oh! oh! oh...

Se você quiser e vier
Pro que der e vier
Comigo

Se você vier
Pro que der e vier
Comigo...

Eu lhe prometo o sol
Se hoje o sol sair
Ou a chuva...
Se a chuva cair

Se você vier
Até onde a gente chegar
Numa praça
Na beira do mar
Num pedaço de qualquer lugar...

E nesse dia branco
Se branco ele for
Esse canto
Esse tão grande amor
Grande amor...

Se você quiser e vier
Pro que der e vier
Comigo

10/08/2010

Luxurias




Sonho com luxurias
onde me transformo em brasas
sob o dominio de seu corpo
Em chamas de desejos
e sedento por amor.

08/08/2010

Vem, por favor...
Tome o meu corpo frágil em seus braços,
Tome posse do que a muito te pertence,
Sinta os seus dedos percorrerem a minha coluna,
Sinta a minha pele se arrepiar ao seu toque,
Vem, por favor...
Permita que eu te beije os lábios,
Permita que eu sinta o teu corpo sobre o meu,
Que eu descubra o sabor de sua pele,
Que eu admire o seu olhar.
Vem, por favor...
Vamos deixar o brilho da lua iluminar
Nossos corpos embolados e perdidos um no outro
Na escuridão da Noite.
Eu quero te amar,amar perdidamente,
Sem precisar detalhar,o motivo e a razão.
Eu quero te amar,de corpo,alma e mente,
Sem precisar explicar,sem pedir explicação.

Quero sentir,quero viver o amor,
Me entregar,por inteiro,de verdade.
Dividir,partilhar,compartilhar,
Eu quero te amar,amar com intensidade.

Eu quero te amar,quero amor,amor sem fim;
Sem limites,sem barreiras,querer bem.
Quero amar quem sente amor por mim,

Eu quero amar,amar intensamente,
Sem precisar prestar contas pra ninguém
O amor não se explica e sim se sente,
Deixa eu amar,venha me amar também.

(Escrito por M. Panner)
Quero te escrever
Até minhas mãos não mais serem firmes,
Até o tremor da idade não chegar
Deste ponto em diante,
Não te escreverei mais em versos e poemas
Passarei a te narrar.